Cadastro Único Bolsa Família [ O que é? Direito, Valor e Saque ]

Se você quer poder receber algum benefício do Governo Federal, tal como o Bolsa Família, fique sabendo que você precisa estar devidamente inscrito no CadÚnico. No entanto, acontece que muita gente não sabe como fazer esse Cadastro Único Bolsa Família e as informações disponíveis podem ser um tanto confusas mesmo.

O que acontece é que o Cadastro Único é o meio que o Governo utiliza para oferecer benefícios e participação em programas sociais, sendo muito importantes estar inscrito nele e também com os dados atualizados para que se possa ter direito.

Pensando nisso e visando esclarecer dúvidas é que hoje vamos falar um pouco mais sobre o Cadastro Único Bolsa Família, como fazer e qual a importância disso.

O que é o Cadastro Único Bolsa Família?

O Cadastro Único, falando de forma bem simplificada, é um cadastro que serve como a principal forma que o Governo Federal tem de oferecer benefícios sociais aos seus cidadãos.

É através dele que milhares de brasileiros podem receber mensalmente o seu benefício do Bolsa Família, por exemplo. Por outro lado, sem esse cadastro, é inviável a participação da família nesses programas.

O Cadastro Único Bolsa Família é especialmente voltado para aquelas famílias que possuem uma baixa renda mensal, as quais se considera que vivem em situação de vulnerabilidade e extrema pobreza.

Com isso, o sistema do Governo consegue avaliar quais são as famílias que precisam de uma ajuda mensal e maior assistência por parte do Estado.

Vale lembrar, no entanto, que os benefícios como o Bolsa Família possuem regras específicas e a família que não se enquadrar, não vai recebê-lo, mesmo estado devidamente inscrita no Cadastro Único Bolsa Família.

Assim, por meio do Decreto nº 6.135 de 26 de junho de 2007, o CadÚnico pode passar a ajudar pessoas de todo o país. Mais do que isso, em 2003 o Cadastro Único passou a ser a forma de inclusão de famílias de baixa renda nos programas do nosso Governo.

Quem pode se inscrever no Cadastro Único Bolsa Família

Como já foi explicado, é por meio da inscrição nesse projeto que as famílias de todo o Brasil pode receber benefícios ofertados por diferentes programas do Governo Federal.

Por isso é tão comum eu milhares de pessoas tentam diariamente realizar a sua inscrição no Cadastro Único Bolsa Família.

Como é um projeto que tem como principal objetivo ajudar pessoas que mais baixa renda e situação de vulnerabilidade, obviamente existem algumas regras que devem ser seguidas corretamente para poder receber os auxílios.

É dessa forma que o Estado pode atuar para identificar mais facilmente àqueles que realmente podem fazer sua inscrição no Bolsa Família ou outros, por exemplo.

Então, se você ainda não está inscrito no Cadastro Único Bolsa Família e acha que pode ser um dos beneficiários do Governo, veja algumas regras que deve seguir abaixo:

  • Estão aptas a se inscrever pessoas que possuam uma renda mensal de até meio salário mínimo
  • Pode se inscrever o chefe de uma família que receba até 3 salários mínimos considerando todas as entradas da família
  • É preciso escolher um responsável pelo núcleo familiar, preferencialmente uma mulher, precisando apresentar documentos como título de eleitor e CPF.

O mais importante de tudo é lembrar que realizar a inscrição no Cadastro Único Bolsa Família não significa que o cidadão já será aprovado para participar dos programas sociais.

Isso porque cada um deles possui suas regras e, mais do que isso, existe um complexo sistema que avalia cada família e seus dados fornecidos no cadastro. Com isso, ele pode determinar quais são aquelas famílias que precisam mais, sempre de acordo com os dados de distribuição do censo e o limite orçamentário do programa.

Benefícios e programas sociais do Cadastro Único

O que é Bolsa Família

Como já foi explicado, além do Bolsa Família, o Cadastro Único também serve para a participação em uma série de outros programas governamentais.

Sendo assim, realizando a sua inscrição no CadÚnico, os cidadão estarão aptos a ter acesso a uma variedade de programas assistenciais de uma forma mais simples.

Então, veja quais os programas sociais que se pode ter acesso através do Cadastro Único:

  • Aposentadoria para pessoa de baixa renda
  • Bolsa Verde – Programa de Apoio à Conservação Ambienta
  • Carta Social
  • Carteira do Idoso
  • Fomento, programa de Fomento às Atividades Produtivas Rurais
  • Isenção de Taxas em Concursos Públicos
  • Pagamento do bolsa família 2020
  • Passe Livre para pessoas com deficiência
  • Pro Jovem Adolescente
  • Programa Bolsa Família
  • Programa Brasil Carinhoso
  • Programa de Cisternas
  • Programa Minha Casa, Minha Vida
  • Tarifa Social de Energia Elétrica
  • Telefone Popular

Sendo assim, quem estiver interessado em participar de qualquer um desses programas, terá que realizar sua inscrição no Cadastro Único Bolsa Família.

Como fazer a inscrição no Cadastro Único Bolsa Família

Normalmente, o próprio município é que envia pesquisadores para realizar o processo de cadastramento das pessoas de mais baixa renda. No entanto, se você não está inscrito e deseja participar, fique sabendo que basta ir até um dos postos de cadastro.

O mais importante é estar de acordo com as regras explicadas anteriormente e levar a documentação necessária para fazer o seu Cadastro Único Bolsa Família sem mais problemas.

Então, para fazer a sua inscrição, você precisará ir até um Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) do seu município e solicitar a o cadastramento.

Depois disso, responda as perguntas do assistente para o preenchimento do formulário e pronto, você já estará devidamente inscrito.

Pronto, agora você já sabe um pouco mais sobre o Cadastro Único Bolsa Família e como fazer para poder participar dos programas sociais do Governo Federal!

Leave a Reply